Os implementos agrícolas têm revolucionado a forma de fazer a agricultura, desde os seus primórdios, com o desenvolvimento do arado, por exemplo. Nas últimas décadas, com o advento da agricultura de precisão, estes equipamentos estão se tornando cada vez mais modernos.

Um implemento agrícola pode ser definido como um conjunto de órgãos que não apresentam movimentos relativos nem tem capacidade para transportar energia, em que o único movimento é o de deslocamento, normalmente imprimido por uma máquina tratora.

Atualmente, é impossível se praticar a agricultura sem o auxílio de alguns destes implementos agrícolas. Certamente, aí na sua propriedade você deve possuir pelo menos um deles.

Na prática, os implementos agrícolas servem para auxiliar os produtores rurais a realizarem o manejo do solo e das culturas agrícolas de maneira mais fácil.

Por isso, resolvemos criar uma lista com os principais implementos agrícolas utilizados. Bem como, destacar um pouco a evolução de cada um deles e o seu impacto para a agricultura moderna.

Arado - Implementos Agrícolas

Arado

O arado, foi sem dúvida, o implemento agrícola de maior impacto na história da agricultura mundial. Originalmente, ele foi desenvolvido para ser utilizado sob tração animal e, por isso, ficou conhecido como “arado de boi”.

De modo resumido, podemos dizer que a função deste implemento agrícola é a de preparar o solo para o cultivo de plantas. O arado revolve a camada subsuperficial do solo, promove o enterrio de restos de culturas ou plantas daninhas e, melhora a infiltração de água.

Além disso, é o implemento agrícola mais utilizado para construção de curvas de nível e incorporação de adubos e corretivos de solo.

Os arados podem ainda ser classificados de acordo com o seu formato, sendo divididos em:

  • Arado de discos: como o próprio nome diz, são os implementos agrícolas formados por discos, os quais podem ser lisos ou recortados. Atualmente, existe uma grande variedade de arados de discos, que diferem em diâmetro e número de discos, largura de trabalho, sistema de acoplamento ao trator (arrasto, montado e semimontado), etc.
  • Arado de aivecas: este implemento agrícola é mais antigo do que o arado de disco, além disso, tem o “disco de corte” em formato de “V”, que permite o tombamento da terra com perfeição. Assim como o arado de discos, o arado de aivecas também pode ser bastante variável conforme a configuração de trabalho. Desta forma, existem no mercado arados de aivecas fixos, helicoidais, sem helicoidais etc.

 

Semeadora - Implementos Agrícolas

Semeadora

As semeadoras são a classe de implementos agrícolas que mais evoluíram nos últimos tempos. A sua função é simples, depositar a semente no solo para o desenvolvimento das plantas.

Entretanto, para obter maior precisão e maior rendimento nas culturas agrícolas, este implemento agrícola acumulou outras responsabilidades. Desde alguns anos atrás, é possível encontrar no mercado semeadoras que além de, depositarem as sementes, fazem a adubação diretamente no sulco de plantio.

Os implementos agrícolas com estas configurações são conhecidos como “semeadora-adubadora”. Entretanto, para que funcionem corretamente, eles precisam de alguns cuidados. Uma vez que, os seus mecanismos dosadores são acionados por rodas motrizes, que giram de acordo com o contato com a superfície do solo.

Estudos realizados afirmam que, no sistema de plantio direto, estes implementos agrícolas demandam maior força, potência e consumo de combustível. E que, além disso, a pressão de inflação das rodas da semeadora também influencia na operação e estande inicial de plântulas.

A regulagem das semeadoras é o fator que mais influencia no estande inicial de plantas, principalmente, em propriedades que utilizam a agricultura de precisão. Para sanar os problemas relacionados a má distribuição de sementes a campo, uma série de sensores foram adicionados a estes implementos agrícolas.

Eles permitem o monitoramento em tempo real das distribuições das sementes e adubos em cada linha de plantio. Além disso, impedem que ocorram a sobreposição de sementes. Estes sistemas receberam o nome de “semeadura precisa”, uma alusão a agricultura de precisão.

Além de tudo, estes implementos agrícolas proporcionam maiores produtividades associadas ao menor desperdícios de insumos, são bem mais fáceis de serem regulados e, por isso, exigem menos mão de obra na operação.

 

Técnicas de Vendas e Marketing no Agronegócio
Técnicas de Vendas e Marketing no Agronegócio

 

Grade

Assim como os arados, as grades são utilizadas para preparar o solo, objetivando melhorar as condições para a semeadura, germinação, desenvolvimento e produção das plantas.

Estes implementos são bastante usados no sistema convencional de cultivo de plantas, com as funções de:

  • Desagregar e quebrar torrões
  • Nivelar a superfície do solo
  • Picar e incorporar, de forma superficial, restos de cultura
  • Incorporar insumos aplicados a lanço

 

De modo geral, as grades podem ser classificadas de acordo com o seu órgão ativo, ou seja, a peça que atua diretamente no solo:

  • Grade de dentes: este implemento agrícola possui estruturas de metal, como se fossem dentes, em sua composição, que podem ser rígidos ou articulados.
  • Grade de molas: corresponde ao formato da estrutura que fica em contato com o solo, semelhante a uma mola.
  • Grades de disco: é o tipo de grade mais utilizada na agricultura. Sendo ainda dividida em grande niveladora e aradora.

 

Grade - Implementos Agrícolas

 

Embora sejam implementos agrícolas muito comuns nas fazendas, eles devem ser utilizados com cautela. Alguns pesquisadores, inclusive, repudiam a utilização de grades para o preparado do solo.

Isso ocorrem em função de problemas ocasionados pelo mal-uso ou uso excessivo deste implemento agrícola, como por exemplo:

  • Alto gasto de combustível
  • Pulverização do solo, deixando-o propenso a erosão
  • Formação do “pé de grade”
  • Compactação do solo, em função do seu peso

 

De acordo com a Embrapa, a cultura agrícola que mais utiliza a grade aradora é o arroz. Além disso, ressalta que em grades pesadas, cada disco exerce, cerca de, 130 kg sobre o solo. Fator que contribui para a formação do “pé de grade”, que corresponde a compactação do solo nas camadas mais superficiais.

Subsolador - Implementos Agrícolas

Subsolador

Em regiões onde o solo está muito compactado, são necessárias operações que favoreçam novamente o desenvolvimento do sistema radicular das plantas. Geralmente, esta compactação é resultado do tráfego intenso de máquinas pesadas nas lavouras, bem como operações repetitivas de aração e gradagem.

O subsolador é o implemento agrícola mais indicado nestes casos. Ele é contribuído por hastes de metal que, podem atingir profundidades de até 1,10 m, as quais realizam o trabalho de descompactação das camadas do solo. Vale ressaltar que, este implemento agrícola não promove o revolvimento do solo.

A subsolagem do solo é uma atividade bastante comum em áreas florestais e pode ser definida como:

“A ação mecânica que visa diminuir a resistência do solo à penetração de raízes, aumentar a aeração e a drenagem interna do solo, de modo a diminuir o escoamento superficial e o tempo de encharcamento”.

Alguns agricultores e profissionais da área confundem as operações de subsolagem e escarificação. Existem algumas diferenças entre estas duas operações, pesquisadores da UNESP afirmam que:

  • Escarificação superficial: atinge profundidades de 5 a 15 cm.
  • Escarificação pesada: varia de 15 a 25 cm de profundidade.
  • Subsolagem: atingem profundidades superiores a 30 cm.

Entretanto, não é apenas a profundidade de ação que diferenciam estes dois implementos agrícolas.

Os escarificadores são implementos agrícolas utilizados no preparo solo e podem substituir a grade e o arado, ao passo que o subsolador é utilizado para romper camadas compactadas em profundidades maiores.

Pulverizador - Implementos Agrícolas

Pulverizador

Os pulverizadores têm a função de realizar as aplicações dos produtos fitossanitários nas lavouras e, com isso, mantê-las livres de insetos-pragas, patógenos e plantas daninhas.

Estes implementos agrícolas evoluíram tanto nas últimas décadas, que foi desenvolvido um novo tipo de maquinário agrícola com a mesma finalidade, isto é, os pulverizadores autropelidos.

Entretanto, os autopropelidos são de alto valor aquisitivo e possuem tanques com capacidade para grandes volumes de calda. Por isso, representam um alto investimento e são indicados apenas para grandes lavouras.

Sendo assim, os pulverizados na forma de implemento agrícola, isto é, que podem ser acoplados aos tratores, ainda são as ferramentas mais utilizadas. Uma vez que, são ferramentas bastante versáteis, podendo ser destinadas a várias culturas agrícolas. Os principais são:

  • Pulverizador atomizador: indicado para aplicações de produtos fitossanitários na fruticultura. Estes implementos agrícolas funcionam através da geração de uma corrente de ar capaz de transportar as gostas até a copa das árvores. Além disso, caracterizam-se pela presença de um ou mais ventiladores, responsáveis pela geração do fluxo de ar.
  • Pulverizador de barra: estes implementos agrícolas possuem tanque de volume variável, bem como as barras contendo os bicos de aplicações. Podem ser utilizados nas mais variadas culturas agrícolas, desde que possuam a altura necessária para as aplicações. Além disso, podem ser equipados com diversas ferramentas modernas que permitem pulverizações em taxa variável.

 

Rolo faca - Implementos Agrícolas

Rolo faca

Este implemento agrícola entra na lista devido a sua grande utilização nas áreas de plantio direto, sistema de plantio que predomina nas lavouras de grãos brasileiras. O rolo faca é utilizado no manejo da resteva e restos culturais que ficam na superfície do solo.

O plantio direto utiliza como princípio básico a cobertura do solo com material vegetal, no entanto, este material prejudica a ação de outros implementos agrícolas. Por exemplo: em um sistema de manejo que inclui a adubação verde antes da semeadura da cultura principal, precisa que utilizar o rolo faca para permitir a semeadura.

Na prática, o rolo faca é utilizado para proporcionar a rolagem e picagem da biomassa vegetal, possibilitando um melhor desempenho das semeadoras, pois assim, evita embuchamentos.

Além disso, este implemento agrícola permite uma decomposição mais acelerada da biomassa. Desta forma, os nutrientes resultantes da adubação verde são mais rapidamente incorporados ao solo.

O rolo faca possibilita ainda o manejo da palha do arroz irrigado em épocas apropriadas para o cultivo da soja em sucessão, em várzea tropical.

Pesquisas realizadas no Tocantins revelaram que, não houve diferença na produtividade entre o manejo convencional e a utilização do rolo faca. Entretanto, com a utilização deste implemento agrícola, foram necessárias menos operações mecanizadas, o que reduziu os custos de produção.

Enxada rotativa - Implementos Agrícolas

Enxada rotativa

As enxadas rotativas são implementos agrícolas utilizados no preparo do solo. Elas são compostas por flandes e lâminas, que giram sobre um eixo, transversalmente a direção de deslocamento do trator.

A grande vantagem da enxada rotativa é que ela possibilita o preparo do solo em uma única operação. É muito comum ver este tipo de implemento agrícola em áreas destinadas ao cultivo de hortaliças e de flores.

Além disso, podem ser empregadas para o manejo de plantas daninhas, incorporação de restos de culturas, fertilizantes e corretivos de solo.

A profundidade de atuação deste implemento agrícola no solo, varia de acordo com o tamanho dos flanges e das lâminas. Mas, geralmente, a profundidade é de 10 a 20 cm e, em raras exceções pode atingir 25 cm.

Outro fator que influencia na profundidade, é a regulagem da enxada rotativa. Desta forma, pode-se levantar ou abaixar as rodas do implemento agrícola para atingir a profundidade desejada.

As enxadas rotativas podem ter vários tamanhos e podem variar de formato, conforme a cultura agrícola a que se destina.

JUNTE-SE A MAIS DE 15.000 PROFISSIONAIS
Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos

JUNTE-SE A MAIS DE 15.000 PROFISSIONAIS
Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos

E-book empreendedorismo para profissionais do Agronegócio
E-book empreendedorismo para profissionais do Agronegócio